A Mulher que Experimentou Viagra


Loading

A Mulher que Experimentou Viagra

Danilo chegou atrasado ao trabalho como sempre fazia. Entrou devagar por um portão de madeira e seguiu direto para o prédio abandonado onde seus companheiros o aguardavam ansiosos.

– Danilo, isso são horas? – o mestre de obras esbravejou por sobre os óculos escuros.

– Desculpe, chefe – sussurrou olhando à sua volta.

Sem delongas, Danilo entrou no calabouço já preparado pelos outros empregados e começou a apalpar o chão.

– Chefe. Tem algo estranho por aqui – pulou em cima de um desnível no solo.

– O que é, Dan? – o mestre envergou o corpo para observar melhor o fundo do buraco.

Danilo abaixou-se e com as mãos apalpou mais uma vez a terra úmida e mal-cheirosa. Com a ajuda de uma pá, começou a cavucá-la e separá-la em montes. Um odor fétido começou a adentrar em todos os cantos daquela vala e os que estavam próximos, começaram a tapar suas narinas com a ajuda das mãos e roupas.

– Chefe. Desça aqui. Veja o que encontrei – Danilo exclamou apontando para algo.

O mestre Serafim, desconfiado desceu as escadas de aço ressabiado com o tamanho do animal que estaria enterrado ali.

– Meu Deus! – Serafim já não conseguia se mexer.

– Então, mestre, você ou eu chama os tiras?

Danilo estava ao lado de um corpo de mulher. Apesar da avançada decomposição de sua matéria, ela parecia que dormia relaxada, e se olhasse bem de pertinho em seu rosto, ainda perfeito, era possível vê-la sorrindo e feliz.

Imagem Internet Hoax-fala-de-família-enterrada-no-Egito